E não é que a Flyways aconteceu mesmo?

By: Author Raul MarinhoPosted on
199Views6

Mesmo neste cenário apocalíptico em que se encontra a aviação brasileira, uma nova empresa de linha aérea tem a ousadia de começar a operar. A Flyways, pequena empresa do Rio de Janeiro, teve sua Outorga pela ANAC publicada hoje no Diário Oficial – vide abaixo. Agora, é só ela solicitar as frequências à Agência, vender as passagens, e começar a operar. A empresa tem rotas limitadas – em princípio, deverá atender somente Rio (Galeão), BH (Pampulha), Uberaba-MG e Ipatinga-MG -, mas pode ser um começo, né? E pelo menos algumas dezenas de tripulantes terão uma alternativa de trabalho…

flyways

 

6 comments

  1. The boss
    1 ano ago

    Enquanto tiver zé mané otário pessimista… Td vai continuar assim mesmo… Me divirto com os comentarios dos pseudo-intelectuais da página..
    Kkkkkkkkk
    A propósito, boa sorte à empresa.

  2. Frederico Meilsmidth
    1 ano ago

    Currículo já esta lá. Boa sorte a todos.

  3. Dutra
    1 ano ago

    Infelizmente as chances de vingar são praticamente nulas. Depois da burracracia da papelada vem a dureza da vida real. Boa sorte anyway, mas em todo meu tempo na aviação vi dezenas de empresas nascerem no papel, 95% delas o máximo que conseguem é pintar um avião que provavelmente nunca vai voar. Aproveitando feliz natal a todos!

  4. Fred Mesquita
    1 ano ago

    Raul Marinho, pode ficar certo de que o Staff da Flyways não desejou começar suas operações nessa época de uma crise tão grave que passamos hoje. Simplesmente a alta “burrocracia” que impera no Brasil é capaz de deixar qualquer novo operador aéreo por anos e anos na tentativa de abrir uma empresa aérea. E fique certo de que atualmente na fila deve haver ainda umas 4 ou 5 empresas na tentativa de liberação de operações, mas nosso órgãos emperram tudo. Pode-se dizer que a espera para o início de uma empresa aérea pode chegar a 10 anos mais ou menos.

    Agora só nos resta comemorar e pedir a Deus que dê tudo certo nesta empresa.

  5. Marco Véio
    1 ano ago

    Se sobreviver a este cenário com certeza será uma grande empresa. Sorte! Porque de azar a aviação já tá saturada.

  6. jackvalerio
    1 ano ago

    Um sonoro, retumbante e pirotécnico PARABÉNS à Diretoria e seu espírito empreendedor deste país. Agradeço pela atitude e a oportunidade que abre a várias pessoas e à motivação que nos inspira a lutar por nossa dignidade e orgulho, apesar da política, da burocracia e dos impostos, mas mesmo assim com fé em Deus! Sucesso, Flyways!

Deixe uma resposta