“Cenário desafiador” em 2016

By: Author Raul MarinhoPosted on
183Views7

Acho realmente admirável a capacidade que certas pessoas têm para dizer coisas ruins com termos positivos. Mas nesta reportagem d’O Globo de hoje (12/01), o representante da Gol leva o eufemismo a um outro nível! Vejam o que ele diz sobre a possibilidade de haver demissões na empresa em 2016: “diante do cenário desafiador, a companhia redesenhou sua estrutura organizacional e cancelou temporariamente novas contratações”. Então tá. Teremos um “cenário desafiador” em 2016. E bota desafiador nisso…

7 comments

  1. Julio Soares
    1 ano ago

    Um ano atrás as ações da Gol valiam R$14,00, hoje estão valendo R$1,26. Acho que o cenário está mais pra catastrófico que desafiador.

  2. Alisson Santana
    1 ano ago

    Aqui em Divinópolis o que percebi foi a queda vertiginosa dos voos de instrução. Além das escolas daqui, recebemos tráfego de alunos em instrução vindos de Pará de Minas e do Carlos Prates…

    Em 2012/2013 tinha até congestionamento na “TMA Divinópolis” kkkk Seneca com aluno checando multi vinha uns 10 por dia… agora, é um a cada 15 dias e olhe lá.

  3. Gustavo
    1 ano ago

    A gol como sempre, 8 meses atrás do mundo.

    Até quando ela vai aguentar.

    • Marco Véio
      1 ano ago

      Então está bem. O Brasil está uns 70 anos atrás do mundo.

  4. Augusto Gentile
    1 ano ago

    Bom, nem imagino o que é um “cenário desafiador”. Achei que a aviação estava no fundo do poço desde 2013.

  5. Marco Véio
    1 ano ago

    Hoje passei pelo Campo de Marte, e pude presenciar alguns aviões que junto ao trem de pouso, estava crescendo mato. Mato crescendo junto ao trem de pouso é eufemismo.

  6. Beto Arcaro
    1 ano ago

    Veja bem, Raul!
    Por trás de todo “cenário desafiador”, tem sempre uma “figura oculta”.
    Essa figura, é a do “Cachorro”.
    Louvemos a mandioca, para que assim não precisemos demitir ninguém!
    Veja bem, Raul!
    Foi você que não entendeu!
    Cenário desafiador de C…é Ro….!

Deixe uma resposta