A receita do NTSB para a melhoria da segurança na “aviação experimental”

By: Author Raul MarinhoPosted on
219Views1

No final do relatório do relatório sobre os acidentes com aeronaves experimentais do NTSB citado neste post há as ‘recommendations’ do conselho de segurança nos transportes dos EUA para a FAA e para a EAA – esta última abrangendo as “comunidades dos pilotos, dos fabricantes de aeronaves, de kits e de aviônicos, além de suas respectivas entidades associativas”. As recomendações de segurança direcionadas à FAA são, basicamente, sobre mudanças na regulamentação aplicáveis às E-AB‘s (aeronaves experimentais/amadoras americanas), e não vou entrar nesse mérito aqui. Mas eu acho que vale a pena reproduzir as recomendações feitas à EAA, especialmente quanto ao texto do Test Flying and Developing Pilot Operating Handbook, que é um manual com mais de 20 anos de idade (há uma atualização de 2014), mas atualíssimo e que deveria ser muito mais divulgado no Brasil. A propósito, se alguém estiver disposto a traduzi-lo, seria excelente (e se tal tradução já houver, publico-a imediatamente)!

Recommendations

As a result of its safety study, the National Transportation Safety Board makes the following recommendations:

(…)

To the Experimental Aircraft Association:

  • Identify and apply incentives to encourage owners, builders, and pilots of experimental amateur-built aircraft to complete flight test training, such as that available in the Experimental Aircraft Association‘s Test Flying and Developing Pilot Operating Handbook, prior to conducting flight tests of experimental amateur-built aircraft.

  • Work with your membership, aircraft kit manufacturers, and avionics manufacturers to develop standards for the recording of data in electronic flight displays, engine instruments, or other recording devices to be used in support of flight tests or continued airworthiness of experimental amateur-built aircraft.

  • Create and publish a repository of voluntarily provided information regarding holders of Letters of Deviation Authority to conduct flight instruction in experimental aircraft.

  • Complete planned action to create a coalition of kit manufacturers, type clubs, and pilot and owner groups and

    • (1) develop transition training resources and

    • (2) identify and apply incentives to encourage both builders of experimental amateur-built aircraft and purchasers of used experimental amateur-built aircraft to complete the training that is developed.

Não é nenhum bicho-de-sete-cabeças, é?

One comment

  1. Beto Arcaro
    12 meses ago

    Mas por aqui, em terras Brazucas, isso é um bicho de “200 cabeças”!
    Eu adoraria desenvolver um POH, Checklists (Normal Ops, Emergency) para um modelo Experimental.
    Adoraria usar técnicas de manutenção que vejo na Certificada, num projeto novo EXPERIMENTAL.
    Eu aprenderia muito, descobriria coisas legais, evoluiria como Aviador, e com certeza voaria de forma mais “responsável”.
    Mas isso sou “Eu”, Você, e alguns outros!
    Aqui, o pessoal só quer “curtir”!
    Curtem bastante, até que acontece algo bem ruim, aí eles descobrem que o orgão regulador “tirou o dele da reta”, o “algo” não vai ser investigado (ainda bem!) e aí aparece aquele pessoal
    do “deixa a poeira baixar” e…..
    Isso me lembra um pouco da minha época de LPQD.
    No Paraquedismo, os acidentes fatais aconteciam, era a maior comoção, a maior choradeira, acusações, brigas, processos…
    Dalí um tempo, todo mundo esquecia, as mesmas “rotinas mortais” retornavam para o cotidiano das operações, até que acontecesse de novo.
    Aí o ciclo se repetia.

Deixe uma resposta