O “voo do bêbado” do ‘Véio’ Bertelli

O “voo do bêbado” do ‘Véio’ Bertelli

By: Author Raul MarinhoPosted on
526Views8

No post de ontem em que falei sobre o “voo do bêbado” ocorrido num show aéreo no Brasil, e rotulado de “irresponsável” pelo programa de TV que o apresentou, incluí um vídeo de uma apresentação similar que aconteceu nos EUA. Na oportunidade, comentei que “o vídeo acima [da apresentação americana] está no Youtube desde 2010, mas o ‘voo do bêbado’ é bem mais antigo do que isso”.

Pois é… Ainda ontem começou a circular nas redes sociais um vídeo mostrando como esse tipo de exibição é não só antiga, como popular no Brasil de décadas atrás. De acordo com o material abaixo reproduzido, este “voo de bêbado” teria ocorrido em 1977 no Rio de Janeiro, e executado pelo outro Alberto pioneiro da aviação brasileira (além do Dumont), o ‘Véio’ Bertelli. Vale a pena assistir ao “irresponsável” piloto dando “piruetas arriscadas” nos céus da Cidade Maravilhosa:

8 comments

  1. Marcos de
    5 meses ago

    Não pode mais demonstrar habilidade em nada,na aviação o piloto é irresponsável,no futebol tem que jogar feio caso contrario é humilhação a que não tem talento,é muito mimimi de quem não sabe do que está falando.
    Vi nosso querido comandante Bertelli em uma apresentação em Guaira SP em 1976,ninguém ficou com medo,pelo contrário deu torcicolo na população e dor nas mãos de tanto olhar para cima e aplaudir.
    Ele era o maior,isto é permitido é um show aéreo não tem imprudência nenhuma

  2. José
    10 meses ago

    A atitude do “piloto” foi sim irresponsável. O fato de a apresentação ser antiga, não a torna aceitável. A tentativa de desqualificar a gravidade do fato, só demonstra a falta de compromisso com a segurança da aviação e da população, que não tem noção dos riscos a que está exposta quando da execução de tais manobras sem o cumprimento dos requisitos regulamentares (treinamento, aeronave homologada, planejamento de área, separação de público, recursos de combate a incêndio…).

  3. Gustavo
    11 meses ago

    Eu acredito eu que a reportagem do Fantástico passou a informação de maneira adequada frente ao contexto. Acho que o pessoal se prendeu muito no nome artistico de uma demonstração aérea ao inves de prestar atenção ao todo, à toda mensagem que a reportagem passou …

    Eu acredito que houve sim claras manobras acrobáticas (= váriação de atitude, altitude e velocidade bruscamente) realizada de forma pouco cuidadosa com os outros. Da parte da organizadora, poderia sim ter havido melhor gerenciamento e supervisão das intenções. Será que havia um planejamento? O público estava organizado/posicionado? Houve brifim adequado com os participantes?

    Algumas manobras apenas não resultaram em lesões em função evasiva retirada de quem estava no solo para proteger sua integridade física e sua vida.

    Onde o piloto achou que poderia ter o direito de passar com a aeronave em local onde havia uma pessoa e que se ela não “fugisse’ seria lesada?

    A aviação acrobática de verdade é muito mais que exibições individuais. Eu acredito que houve lambança sim, e que foi válido de ser noticiado pelo fantástico, pois pode ser apenas uma ponta de um ice berg frente ao que pode estar presente por ai.

    Acredito ainda que a falta da profissão da aviação colabora para essa supervisão inadequada, sem valores bem definidos, que aparentemente se encontra na aviação.

    O que assusta, em minha opinião, são veteranos que acreditam que a aviação feita de qualquer jeito é o que há para os tempos de hoje.

    Será que é esse nivel de apresentação que a sociedade deseja?

    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2016/06/08/interna_gerais,770432/aviao-que-caiu-e-matou-tres-em-bh-ha-um-ano-fez-manobra-proibida.shtml

    Acredito que o pessoal deve rever alguns aspectos, e se organizar melhor, não focando apenas no operacional (mas sem egoismo…) , mas no organizacional também.

  4. Voante
    11 meses ago

    Não sei por que me lembrei dos Trapalhões da década de 80.

    Imagino o Mussum falando “negão” hoje em dia!!! Seria processado pela geração mimimi.

    Na verdade, o mundo está cada vez mais chato de se viver! E bota CHATO nisso!!!!

  5. Dan White
    11 meses ago

    Para os padrões de segurança de 1977 está muito bom.
    Quem fizer isso hoje sem autorização é um irresponsável!

    • João Thiago
      5 meses ago

      Se o Bertelli fosse vivo,pode ter certeza que teriamos os shows dele em eventos,mesmo com os padrões e mimimi´s de hoje em dia. Ele foi o maior acrobata que tivemos,voava com maestria,disciplina e conhecia a maquina como ninguem,dispensar ou elevar (FL50000) o seu show,seria idiotice.

Deixe uma resposta