EPIA-S.Paulo

EPIA-S.Paulo

By: Author Raul MarinhoPosted on
200Views0

Aconteceu na semana passada (17 e 18 de agosto de 2016) a primeira edição do EPIA-Estágio de Padronização de Instrução Aérea em São Paulo-SP – o primeiro fora da Região Sul, onde ele foi originalmente concebido. Embora tenha-se mantido o “espírito” original do evento, houve algumas adaptações de conteúdo nesta versão paulista, como por exemplo a inclusão de uma palestra específica para a instrução em asa rotativa, que é muito mais relevante em S.Paulo do que no Sul. A participação foi massiva: o auditório esteve lotado o tempo todo – e, se isto quer dizer alguma coisa (e eu acho que quer), na tarde do primeiro dia, durante o 6 x 0 do time de futebol olímpico do Brasil contra Honduras, a sala permaneceu cheia sem que ninguém sequer acompanhasse o resultado do jogo pelo celular. No Brasil, isto é digno de nota.

Segundo informaram, haverá novas edições do EPIA em S.Paulo, e recomendo muito a quem não foi desta vez, que vá nas próximas! Fiquem atentos que, assim que as inscrições forem abertas, irei avisar aqui no blog. E, complementarmente, quero recomendar dois assuntos já tratados aqui, tanto para quem foi, quanto para quem ainda vai no EPIA:

BGAST – Análise de estatísticas de acidentes

Um dos assuntos tratados no evento foi a análise de estatísticas de acidentes com a aviação geral e de instrução. Esta é uma questão-chave para entender o contexto de segurança operacional na aviação brasileira, que está sendo objeto de estudos no BGAST-Brazilian General Aviation Safety Team – um grupo de trabalho hospedado pelo ASIPAER/ANAC com a participação de diversas entidades, como a APPA/AOPA-Brasil, o SNA/Representação de Aviação Geral, a ABRAPHE, a ABTAer e o próprio CENIPA. Portanto, aos interessados sobre o assunto, sugiro verificar estes posts.

Relatório Final do PT-CNL

Se o assunto for padronização da atividade de instrução de voo, é indispensável conhecer este acidente. Foi o que recomendei aos participantes da etapa de Curitiba do EPIA, e agora faço aos participantes das etapas paulistas – vide “Falta de padronização na instrução de voo: um trágico caso real“.

Finalmente, gostaria de dar os parabéns à toda equipe do SERIPA-IV pela organização e execução do evento. A equipe do Ten Cel Adalberto Santos Prado está de parabéns!

Deixe uma resposta