A inacreditável reportagem do “Estúdio i” – “i” de “ignorante”, eu suponho…

A inacreditável reportagem do “Estúdio i” – “i” de “ignorante”, eu suponho…

By: Author Raul MarinhoPosted on
217Views5

O SNA acabou de publicar uma “Nota de repúdio – reportagem da GloboNews sobre 20 anos de acidente da TAM” que  custei a acreditar que fosse verdadeira, tamanha infâmia imputada à matéria jornalística. Então, fui à fonte e, acreditem: é pior! Além de denegrir toda uma categoria – que, é óbvio, tem os seus problemas, como os têm os médicos, os engenheiros, os contadores, e… os jornalistas! – com acusações vagas e generalistas, a tal matéria ainda ficou divagando sobre questões aeroportuárias extremamente sensíveis e complexas como se estivesse falando sobre o esquema tático do Olaria (com todo o respeito ao pujante escrete vice-campeão carioca de 1933). Lamentável! Impressionante como a mesma empresa que produz uma matéria como a apresentada ontem no SPTV pode mandar ao ar um lixo como este.

Se você não sabia porque o “Estúdio i” tem este nome, agora já sabe…

5 comments

  1. RICARDO TOFFOLI
    10 meses ago

    Quando o assunto é aviação civil a imprensa brasileira sempre trabalha com “achismos” e quase sempre não consulta um especialista da área para tecer comentários mais aprofundados.

  2. Luiz Antonio Reis
    10 meses ago

    Um absurdo !

  3. Milton
    10 meses ago

    A cobertura do acidente do TAM3054 (que fará 10 anos em questão de meses) foi ainda pior. Além do besteirol típico de jornalistas tentando falar do que não entendem, foi feita uma tremenda exploração política pela imprensa em geral, em tabelinha com o movimento “cansei” (lembram?). Que por acaso, foi organizado pelo excelso prefeito eleito de São Paulo, sr. Dória Jr.

    Mas a baixeza política (normal num País de bananas como o nosso) não se compara à exploração bárbara das famílias das vítimas. Foram usadas como decoração de palanque e, claro, descartadas depois.

    Minha modesta opinião, vão mais uns 100 ou 200 anos pro Brasil virar um país civilizado. Se ainda existir até lá.

    • Marcos Véio d' Guerra
      10 meses ago

      Até lá seremos colonizados, e nossa pobre cultura desaparecerá. Opa… a não, isso já aconteceu! kkkkkk

  4. Augusto Fonseca da Costa
    10 meses ago

    Não reclame Raul, veja que a GloboNews prestou um enorme serviço à segurança da aviação ao descobrir as causas do acidente:
    1 – pilotos não saberem calcular o combustível para um voo e
    2 – não saberem falar inglês, e dialogar com o manual escrito em inglês!!!
    Aquela coisa do reverso abrir e fechar na decolagem só aconteceu por dois motivos então:
    1 – o combustível foi mal calculado para os poucos segundos da decolagem até o desastre,
    2 – os pilotos não souberam falar com o reverso, que só entende inglês, e mandar ele parar de abrir e fechar.
    Porque não chamaram esse pessoal do Estúdio i para essas sábias conclusões logo no dia do acidente?
    Acho que as empresas aéreas e os fabricantes de aeronaves que contratam a imprensa para pregar o velho refrão de que a culpa sempre é do piloto, em caso de versões pueris como essa, deveriam exigir o dinheiro de volta,

Deixe uma resposta