IS 61-004 J – Lista de habilitações para pilotos

IS 61-004 J – Lista de habilitações para pilotos

By: Author Raul MarinhoPosted on
393Views4

Saiu uma nova versão da “Lista de habilitações averbadas pela ANAC nas licenças de pilotos”, a IS-61-004 J. Em relação à edição ‘India’, a ‘Juliett’ traz poucas novidades: a)funde as habilitações de TIPO para os Boeing 757 e 767 em uma única (B757/767); b) redefine as habilitações para dirigíveis, de diversos TIPOs para uma CLASSE única (a SHIP); e c)reformula a Tabela XVII, de habilitações de CATEGORIA, que agora fica assim:

tabxvii

Na prática, isso quer dizer que existem somente duas habilitações de CATEGORIA, a de Piloto de Balão Livre e de Piloto de Planador – isto é: quem possui uma habilitação BLAQ pode pilotar qualquer balão livre; e quem é habilitado PLAN pode pilotar qualquer planador. Em todos os outros casos, as habilitações são de CLASSE e TIPO, ou seja: não existe habilitação para pilotar qualquer avião, ou qualquer helicóptero, etc.: sempre será necessário ter uma habilitação específica para um modelo de aeronave (hab.TIPO), ou para um conjunto de aeronaves com determinadas especifidades (hab.CLASSE).

4 comments

  1. Guilherme
    1 ano ago

    Oi Raul,

    Achei esta (e todas as outras) IS um pouco confusa no que diz respeito as “Diferenças”. Tenho a carteira C525 que, em tese, é valida para toda familia CJ, do CJ ao CJ4. Esta nova IS dividiu ainda mais as habilitacoes, separando, por exemplo, o CJ2+ do CJ3, entre outros.

    Não entendo que critério foi usado pra essa sepração e requisição de um curso de diferenças, já que uma familiarização, no meu entendimento, serio o mais adequado.

    Mas a dúvida é a seguinte: tendo a carteira C525 obtida em simulador, a cada variação de CJ eu teria que fazer um cheque e uma diferença? Digo, preciso checar em simulador o CJ3 e, caso precise voar o 2, preciso fazer um novo curso de diferenças e recheque?

    Gostaria muito de sanar esta duvida com alguem da Anac, mas a agencia é muito inacessivel a nos, pilotos.

    Agradeço sua ajuda.

    • Raul Marinho
      1 ano ago

      Sim, é exatamente isso: para cada “variante” é requerido um novo treinamento de diferenças e cheque. É isso o que quer dizer a letra “D” na coluna “OBS”.
      É o que se tentou explicar na seção 5.3.4/5.3.5 da IS – o que, convenhamos, não é fácil de entender (eu só entendi porque o autor da IS me explicou pessoalmente, para lhe ser sincero).

      • Guilherme
        1 ano ago

        Entendi. De qualquer maneira, não deixa de ser curioso terem feito essa mudança de uma versão para outra, restringindo indiscriminadamente uma variação de carteira para outra. Nisso, cito a minha, supracitada, em que de um CJ1+, CJ2+ e CJ3 as únicas diferenças estão no peso das aeronaves. Como disse anteriormente, familiarização era mais do que suficiente ante o curso de diferenças. A título exemplificativo, nesta mesma IS a série A318, 319, 320 e 321 da Airbus se manteve inalterada, corretamente, sem a necessidade de curso de diferenças.

        Sei que o assunto é exaustivo, mas você acha que conseguiríamos discutir isso com o pessoal da Anac para, quem sabe, termos uma próxima IS com um pouco mais de embasamento, a fim de mudar essa situação?

        Tenho simulador agendado para Março no CJ3, voando o Cj2+, mas com essa IS vou ter de reagendar para outra base, tendo em vista que para o FAA a categoria é a mesma, sem necessidade de diferenças.

        • Raul Marinho
          1 ano ago

          É possível pedir uma isenção ao cumprimento de regras, sim – especialmente se a FAA aceita.
          Há um procedimento para isso. Se vc quiser, posso te ajudar nisso. Neste caso, peço a gentileza de vc publicar a solicitação por aqui [http://paraserpiloto.com/contato/], de modo a criar um ‘ticket’ para dar prosseguimento à demanda.
          ABs,
          Raul

Deixe uma resposta