IS 61-004 J – Lista de habilitações para pilotos

IS 61-004 J – Lista de habilitações para pilotos

By: Author Raul MarinhoPosted on
294Views4

Saiu uma nova versão da “Lista de habilitações averbadas pela ANAC nas licenças de pilotos”, a IS-61-004 J. Em relação à edição ‘India’, a ‘Juliett’ traz poucas novidades: a)funde as habilitações de TIPO para os Boeing 757 e 767 em uma única (B757/767); b) redefine as habilitações para dirigíveis, de diversos TIPOs para uma CLASSE única (a SHIP); e c)reformula a Tabela XVII, de habilitações de CATEGORIA, que agora fica assim:

tabxvii

Na prática, isso quer dizer que existem somente duas habilitações de CATEGORIA, a de Piloto de Balão Livre e de Piloto de Planador – isto é: quem possui uma habilitação BLAQ pode pilotar qualquer balão livre; e quem é habilitado PLAN pode pilotar qualquer planador. Em todos os outros casos, as habilitações são de CLASSE e TIPO, ou seja: não existe habilitação para pilotar qualquer avião, ou qualquer helicóptero, etc.: sempre será necessário ter uma habilitação específica para um modelo de aeronave (hab.TIPO), ou para um conjunto de aeronaves com determinadas especifidades (hab.CLASSE).

4 comments

  1. Guilherme
    10 meses ago

    Oi Raul,

    Achei esta (e todas as outras) IS um pouco confusa no que diz respeito as “Diferenças”. Tenho a carteira C525 que, em tese, é valida para toda familia CJ, do CJ ao CJ4. Esta nova IS dividiu ainda mais as habilitacoes, separando, por exemplo, o CJ2+ do CJ3, entre outros.

    Não entendo que critério foi usado pra essa sepração e requisição de um curso de diferenças, já que uma familiarização, no meu entendimento, serio o mais adequado.

    Mas a dúvida é a seguinte: tendo a carteira C525 obtida em simulador, a cada variação de CJ eu teria que fazer um cheque e uma diferença? Digo, preciso checar em simulador o CJ3 e, caso precise voar o 2, preciso fazer um novo curso de diferenças e recheque?

    Gostaria muito de sanar esta duvida com alguem da Anac, mas a agencia é muito inacessivel a nos, pilotos.

    Agradeço sua ajuda.

    • Raul Marinho
      10 meses ago

      Sim, é exatamente isso: para cada “variante” é requerido um novo treinamento de diferenças e cheque. É isso o que quer dizer a letra “D” na coluna “OBS”.
      É o que se tentou explicar na seção 5.3.4/5.3.5 da IS – o que, convenhamos, não é fácil de entender (eu só entendi porque o autor da IS me explicou pessoalmente, para lhe ser sincero).

      • Guilherme
        10 meses ago

        Entendi. De qualquer maneira, não deixa de ser curioso terem feito essa mudança de uma versão para outra, restringindo indiscriminadamente uma variação de carteira para outra. Nisso, cito a minha, supracitada, em que de um CJ1+, CJ2+ e CJ3 as únicas diferenças estão no peso das aeronaves. Como disse anteriormente, familiarização era mais do que suficiente ante o curso de diferenças. A título exemplificativo, nesta mesma IS a série A318, 319, 320 e 321 da Airbus se manteve inalterada, corretamente, sem a necessidade de curso de diferenças.

        Sei que o assunto é exaustivo, mas você acha que conseguiríamos discutir isso com o pessoal da Anac para, quem sabe, termos uma próxima IS com um pouco mais de embasamento, a fim de mudar essa situação?

        Tenho simulador agendado para Março no CJ3, voando o Cj2+, mas com essa IS vou ter de reagendar para outra base, tendo em vista que para o FAA a categoria é a mesma, sem necessidade de diferenças.

        • Raul Marinho
          10 meses ago

          É possível pedir uma isenção ao cumprimento de regras, sim – especialmente se a FAA aceita.
          Há um procedimento para isso. Se vc quiser, posso te ajudar nisso. Neste caso, peço a gentileza de vc publicar a solicitação por aqui [http://paraserpiloto.com/contato/], de modo a criar um ‘ticket’ para dar prosseguimento à demanda.
          ABs,
          Raul

Deixe uma resposta