Novas regras da ANAC para instalação de equipamentos GNSS ‘stand alone’

Novas regras da ANAC para instalação de equipamentos GNSS ‘stand alone’

By: Author Raul MarinhoPosted on
157Views0

A ANAC publicou na semana passada a IS 21-013B, com novas instruções para obtenção de aprovação de instalação de equipamentos GNSS (Global Navigation Satellite Systems) ‘stand alone’ para operações VFR e IFR (inclusive IFR PBN). O pessoal da SAR-Superintendência de Aeronavegabilidade complementou as seguintes informações sobre esta nova regulamentação:

  • Trata-se de um MOC (“Means of Compliance”) brasileiro com os meios para cumprir com os requisitos específicos de GNSS (porém, é importante que também sejam verificadas a IS 21-004 e a IS 21-021).
  • Ela foi elaborada com base na AC 20-138 da FAA, que trata de forma geral dos requisitos para navegação PBN, e o cumprimento desta AC também é considerado um MOC aceito no Brasil (a partir da revisão “C”). A IS, entretanto, tem a intenção de descrever alguns casos específicos da AC, mais comuns de serem apresentados para instalação no Brasil.
  • Os apêndices da IS servem de exemplo para os casos mais comuns de instalação, visando auxiliar a elaboração de Propostas de Ensaios em Solo e em Voo e do Suplemento ao Manual de Voo (que fazem parte dos documentos a serem apresentados segundo o apêndice E da IS 21-004B). Os exemplos não têm a intenção de cobrir de forma geral todas as possibilidades de instalação de GNSS,  mas evidenciar o formato padrão de relatório a ser apresentado, além de exemplificar que tipo de conteúdo os relatórios devem possuir.

Deixe uma resposta