Modelos de Código de Conduta para Aviadores – Ou, simplesmente: Ética na Aviação

Modelos de Código de Conduta para Aviadores – Ou, simplesmente: Ética na Aviação

By: Author Raul MarinhoPosted on
228Views0

Nós, aviadores, adoramos reclamar da ANAC, do DECEA, do Governo, dos patrões (se somos aeronautas), do aeroclube e dos instrutores (se somos alunos) ou dos alunos (se somos instrutores), e assim por diante. E todos estes merecem, em alguma medida, as críticas que lhes são dirigidas, é claro! Mas, e nós mesmos, incluindo nossos “iguais”? Será que estamos fazendo a nossa parte? Aliás, qual é a “nossa parte”, especificamente?

A “nossa parte” – o conjunto de regras de comportamento dos aviadores – é a ética da aviação, que pode ser traduzida em um código de conduta. Se este código estiver na forma de um texto, acessível a todos de uma determinada comunidade, tanto melhor, pois assim é possível que todos o consultem a qualquer momento. Foi pensando nisso que um grupo multinacional de aviadores criou o AMCC – Aviators Model Code of Conduct, um portal com “ferramentas inovadoras para fazer com que a segurança da aviação avance, oferecendo uma visão de excelência para os aviadores”.

Há uma versão genérica de código de conduta para aviadores (inclusive em português), e várias específicas, para instrutores de voo, pilotos de helicóptero, estudantes de aviação, pilotos de aeronaves anfíbias, pilotos de aviões experimentais, pilotos de planadores, mecânicos de aeronaves, operadores de drones, e até para passageiros (no caso, modelos de ‘briefings’). Várias entidades da aviação americana estão aderindo ou incentivando o uso destes modelos, incluindo a COPA-Cirrus Owners ans Pilots Association, a Jeppesen e a FAA.

E para quem quiser entender um pouco mais sobre o verdadeiro significado da palavra “ética”, recomendo o vídeo abaixo, com uma entrevista do professor de Ética da USP Clóvis de Baros Filho:

Deixe uma resposta